O VEREADOR ALEX MORAES SOLICITA O BLOQUEIO DE MATRÍCULA DO EMITec PARA 2022 E A ABERTURA DE OFERTA PARA O ENSINO MÉDIO REGULAR DIURNO E NOTURNO.

O vereador Alex Moraes, através do Requerimento enviado ao Secretario de Educação da Bahia,  solicitou o bloqueio de matrícula do EMITec para 2022 e a abertura de oferta para o ensino médio regular diurno e noturno no município de Jaguaquara, pelos seguintes motivos:

 

  • LOCALIDADE SEM PERFIL PARA EMITec: O EMITec (Ensino Médio com Intermediação Tecnológica), conforme portaria nº 424/2011 publicada em D. O. E. de 21 de janeiro de 2011, atende “ jovens e adultos que, prioritariamente, moram em localidades distantes (ou de difícil acesso) em relação a centros de ensino-aprendizagem onde não há oferta do Ensino Médio e/ou estudantes de localidades com número insuficiente em profissionais com formação específica”. Conforme portaria, esta Unidade Escolar Anexa, não segue a este perfil para continuar com o EMITec, pois, o Distrito do Baixão de Ipiúnanão é localidade de difícil acesso, por estar há 17 km da sede e o acesso á asfaltado e há disponibilidade de professores.

 

  • INCOMPATIBILIDADE DE HORÁRIOS COM A UNIDADE ESCOLAR MUNICIPAL: No turno noturno, onde a aula do EMITec começa a ser transmitida ás 18:30hs, muito antes do horário da Escola Municipal Rural de Ipiúna, que inicia as aulas ás 19:00hs, e os alunos perdem uma aula por dia, devido ao horário de transporte, causando sérios prejuízo á aprendizagem. Por conta disso, o horário de intervalo também é diferente, enquanto estudantes da rede municipal estão em aula os da rede estadual estão em intervalo, e vice-versa, causando transtornos á direção local, devido ao barulho de conversas no corredor e da distribuição da Alimentação Escolar.

 

  • ANÁLISE DOS INDICADORES (SAEB): A observação e análise dos indicadores educacionais da nossa unidade escolar fica prejudicada em relação ao EMITec, pois o cálculo é universal e não especifica aquela modalidade, em especial. Isso prejudica a interpretação dos dados da Unidade Escolar para que possamos fazer as intervenções pedagógicas com maior precisão. Pois como a nota é a única para toda a Unidade Escolar, as interpretações dos nossos dados ficam prejudicadas, por não haver essa separação de uma metodologia e de outra. Sempre teremos dados inconsistentes e sem poder de intervenção pedagógica pontual. Mesmo a escola mesmo participando dos mesmos projetos da rede Estadual, mas também temos nossas próprias intervenções as quais não conseguimos realizar nas turmas de EMITec, devido a sua programação específica. Isso atrapalha a aplicação do Projeto Político Pedagógico da Unidade Escolar, pois não temos domínio e nem podemos fazer intervenções pedagógicas sobre a metodologia aplicada àquela comunidade que já tem outro projeto pedagógico e metodologias próprias do programa.

 

 

                Em caso de mudança para o Ensino Médio Regular presencial, com professores presenciais e alinhamento pedagógico entre a SEDE e este anexo, resolveríamos o problema de incompatibilidade de horários com a escola municipal, pois iniciaríamos e concluiríamos no mesmo horário da escola regular do município, alinhando nossas turmas em horários de aula e intervalos (os quais também não coincidem com o da rede municipal, causando transtornos á Unidade Escolar). Bem como teríamos dados dos indicadores mais fidedignos para um acompanhamento pedagógico mais pontual.

            Reiteramos a nossa admiração e respeito pelo trabalho desenvolvido pelos mediadores e toda a coordenação e professores do EMITec, porém diante do exposto, acreditamos que os motivos são suficientes para o atendimento do nosso pleito, pois em todos esses anos trabalhando nessas condições, percebemos que não há outra solução para resolver esses problemas a não ser através do atendimento desta solicitação, o mais breve possível.